sexta-feira, 2 de janeiro de 2015


Há vezes que sair do conforto da nossa casa custa mais que outras. Há dias que o colinho dos pais sabe bem e que ter de largar as 'saias' da mãe custa, chega até como que a fazer um buraquinho no nosso coração. E na despedida, sente-se o peito pesado, os olhos começam a brilhar e a única vontade é de voltar para junto deles. Mas contrariamente a isso, entramos no autocarro sem olhar duas vezes para trás, porque sabemos que se o fizermos, vamos vacilar. Hoje foi um desses dias.

6 comentários:

  1. Pelo o que vejo custa sempre, umas vezes mais do que outras!

    ResponderEliminar
  2. Quando entrares novamente na rotina da faculdade, esse sentimento atenua.

    ResponderEliminar
  3. Sei o que é sentir isso. O coração treme a par das pernas e do nó na garganta. Depois voltamos ao nosso dia a dia e tudo é atenuado.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Pensa que quando voltares a casa vai saber melhor do que nunca :)

    ResponderEliminar